TALVEZ, VOCÊ NÃO É QUEM PENSA QUE É!


A língua portuguesa é riquíssima e uma prova disso é a existência de dois verbos que em outros idiomas, como o inglês, por exemplo, só existe um: os verbos são ser e estar! E eles são dois porque possuem significados diferentes. Você sabe o que realmente eles significam e como isso pode ajudar você a encarar com mais assertividade suas decisões e momentos de vida?

Quando dizemos quem somos, do verbo ser, nos referimos a nossa identidade, a questões mais intrínsicas e permamentes relacionadas à nossa própria existência, personalidade e nossas qualidades humanas e profissionais.

Já o verbo estar refere-se a um estado temporário ou transitório e conecta-se geralmente ao nosso momento, o que pode variar com mais frequência.

Bem, um princípio importante relacionado a estas definições é que "quem você é" não se altera a medida em que "você muda o seu estado". Em outras palavras, a sua essência não se altera com mudanças mais frequentes em como você está.

Por exemplo:

Você é brasileiro ou você está brasileiro?

Bem, você é brasileiro e mesmo que mude de país não o deixará de ser, correto? Da mesma forma você é pai ou mãe, você é profissional da área que escolheu e estudou, você é alto ou baixo, introvertido ou extrovertido, e muitas outras características que somadas definem quem você de fato é.

Contudo, se alguém perguntasse a você se você é funcionário da empresa X, qual seria a sua resposta? Muitas pessoas teriam a tendência de responder que "sim, sou funcionário da empresa X". Mas, o correto seria responder que "não, eu estou empregado na empresa que trabalho", porque este é um estado temporário e não representa sua essência, mas sim o seu momento.

Mas, por que isso é tão importante? Porque confundir "quem você de fato é" com "como de fato você está" pode levar você a dar um valor errado e prejudicial às coisas e até mesmo na tomada das suas decisões.

Quando acreditamos que somos de uma empresa e por algum motivo passamos a não fazer mais parte dessa empresa podemos confudir as coisas e sentir que perdemos, de alguma forma, a nossa própria essência, ficamos confusos, estressados e desesperançosos. Mas, na verdade, a sua essência continua intacta e é dela que você precisará, ainda mais, para retomar o estado desejado.

Portanto, nunca tenha dúvidas de quem você de fato é porque esta é a sua melhor estratégia para chegar onde de fato você deseja estar.

Sucesso para você!

Gilson Filho

Life Coach, Consultor e Autor