Por que a imperfeição exige a perfeição?

October 29, 2016

 

Talvez não haja nada mais irritante nos relacionamentos humanos do que a cobrança de uma pessoa para que a outra seja ou faça tudo "perfeito".  E cada um define o que é ser "perfeito" com base nas próprias experiências e desejos:

 

  • É o pai que exige que o filho siga os mesmos passos profissionais que ele seguiu

  • É o filho que quer que a mãe faça tudo do jeito que ele desejo

  • É o cônjuge que não admite que o outro tenha amizades fora do relacionamento a dois

  • É o chefe que não tolera falhas no trabalho e pune com rigor extremo

 

Enfim, é a cobrança permanente para que o outro atenda 100% das nossas expectativas!

 

Vamos, então, ao princípio básico: Os seres humanos podem sempre ser melhores, mas nunca serão perfeitos. Faz sentido para você? Por isso, a exigência sem limites para que alguém não cometa erros é, no mínimo, injusta e irreal!

 

Mas, por que pessoas imperfeitas, como você e eu, exigem que os outros sejam perfeitos?

Os motivos são vários e poucos são nobres: egoísmo, insegurança, frustrações, vontade de controlar o que não é possível (ou seja, as pessoas),  para tentar evitar que alguém cometa os mesmos "erros" que nós cometemos no passado, e muitas outras razões.

 

Para quem sofre essa pressão os prejuízos são enormes , afetando sua autoestima, capacidade de decisão e autonomia. Surgem então pessoas dependentes (mesmo depois de adultas), pessoas infelizes (mesmo tendo o que precisam materialmente) e, em muits casos, pessoas que sofrem de doenças psíquicas como síndrome do pânico e depressão.

 

Para evitar que você exija do outro mais do que deve, siga essas três dicas:

 

  • Olhe para si mesmo e reconheça suas imperfeições - admita que suas opiniões não são as únicas possíveis e podem,  também, não ser as melhores. Você chegou até aqui acertando e errando na sua vida, certo?! Permita que os outros tenham a mesma oportunidade de aprenderem e crescerem, como você teve.

  • Não dê ordens, dê sugestões -  A ilusão de que a sua posição na empresa, ou no relacionamento conjugal ou familiar , te dá o direito de impor como alguém deve fazer ou agir é simplesmente isso mesmo, uma ilusão. Por isso, não é incomum que, na primeira oportunidade, a pessoa faça exatamente o contrário do que você queria, apenas para desafiar o seu falso controle sobre ela.  Ao invés de dar ordens apresente sua sugestão e descreva as possíveis consequências e benefícios. Esta é a melhor maneira de influenciar a decisão de alguém.

  • Respeite as escolhas do outro - talvez a dica mais importante de todas: entenda que muitas vezes o que para você é um erro, para a outra pessoa é uma escolha! Quando, por exemplo, o seu filho decide se relacionar com pessoas que você já comentou que não são adequadas, ele apenas está fazendo o que você também já fez: tomando decisões e convivendo com as consequências delas. Não sinta culpa por isso, porque não há culpa quando alguém, diante de opções, faz sua livre escolha.

 

Por fim, prefira trocar um mundo de pessoas perfeitas, por um mundo com pessoas felizes!

 

Sucesso para você!

 

Gilson Filho

Please reload

© 2018 by Gilson Filho

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Pinterest Icon